sábado, 15 de maio de 2010

Sobre desapontamentos

Você sempre irá se desapontar. A frustração faz parte da vida, e – vamos encarar com sinceridade – nenhum final é feliz. Dificilmente você passará pela vida sem sofrer. Você também terá momentos de alegria. Ambos irão passar, o que é, ao mesmo tempo, frustrante e animador.

Fazer escolhas seria mais fácil se você soubesse o que irá acontecer em seguida, mas você não sabe. Ninguém sabe. Às vezes, você irá acertar, às vezes não. Há situações em que erros levam a acertos, e outras em que erros são apenas erros. Acostume-se com o fato de que você está jogando dados contra o caos.

Todos querem coisas diferentes, mas ninguém conseguirá tudo o que sempre quis.

As pessoas não são perfeitas e as decisões que elas tomam são baseadas em seus dilemas particulares. Elas não são personagens de um romance, cujas ações culminam num final planejado. Elas cometem erros e, eventualmente, alguém irá desapontá-lo.

Você é o personagem. Todavia, um dia você deixará de ser o personagem da história da sua vida e se tornará apenas um leitor. Nesse dia, tudo será apenas um enredo e, passado o calor de cada momento, só sobrará uma coleção de acontecimentos importantes. As dúvidas e amarguras ficarão perdidas no meio. Talvez as coisas façam sentido nesse ponto, mas talvez simplesmente não haja nenhum. E, então, você olhará para trás e verá o que você fez e o que poderia ter feito.

De qualquer forma, o final não está planejado. (G.P.)

2 comentários:

  1. Muito bom!
    Obrigado!

    ResponderExcluir
  2. Gostei do texto!
    Muito obrigada Gui!

    ResponderExcluir